A Retenção de Lucro das Empresas Brasileiras e sua Relação com o Excesso de Confiança

Palavras-chave: Excesso de confiança; Retenção de Lucro; Tomada de decisão; Acionistas

Resumo

Nas diversas metodologias empregadas para mensuração do excesso de confiança, encontra-se a figura do gestor (CEO, CFO etc.) como principal tomador de decisão, ignorando o papel relevante também exercido pelos acionistas por meio de assembleias que definem a destinação do lucro do período. Ao estabelecerem o grau de retenção do lucro, existe a possibilidade dessa decisão ser produto do excesso de confiança sobre o investimento realizado pelo acionista. O objetivo desta pesquisa é sugerir uma forma alternativa de mensurar o excesso de confiança por meio da tomada de decisão dos acionistas no âmbito das empresas que operam no mercado de capitais brasileiro. A partir da possiblidade da mensuração do excesso de confiança sob a perspectiva do acionista, este estudo representa uma possibilidade de comparação das expectativas dos acionistas com as do executivo, avaliando a existência do problema de agência. A amostra é formada pelas empresas ativas listadas na BM&FBovespa (B3) que realizaram operações entre os anos de 2010 e 2018. Foi adotada a premissa, a exemplo de outros estudos, de que as retenções acima da mediana apresentada indicam a presença do excesso de confiança dos sócios. Constatou-se uma baixa oscilação relativa da mediana ao longo do período analisado.

Biografia do Autor

Rafael Rocha Simões , Universidade Federal da Bahia - UFBA

Mestrando em Contabilidade do Programa PPGCONT da UFBA. Possui Graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal da Bahia (2018). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Contabilidade Nacional.

Joseilton Silveira da Rocha, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Professor Titular - UFBA. Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual da Paraíba (1986), mestrado em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (1996) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003). Atualmente Coordenador Bacharelado em Ciências Contábeis EAD da Faculdade de Ciências Contábeis da UFBA. Pesquisador do CNPq e Líder do Laboratório de Ensino da Distância FCC/UFBA e do Grupo de Pesquisa Contabilidade e Controladoria UFBA

José Sérgio Casé de Oliveira, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Doutorado em Economia pela Universidade Federal da Paraíba (2017). Mestrado em Estatística pela Universidade Federal de Pernambuco (2013) e  graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Pernambuco (2010). Atualmente é professor e coordenador do bacharelado em Ciências Contábeis da UFBA e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da UFBA. Tem experiência nas áreas de Estatística e Economia, com ênfase em Métodos Quantitativos.

Publicado
2020-06-28
Seção
Artigos Científicos